quinta-feira, 7 de setembro de 2006

O meus amigos terroristas!

No Portugal Diário:
“As FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), que são consideradas pela União Europeia com um grupo terrorista, tiveram direito um espaço de propaganda na última festa do «Avante!».”

Que legitimidade tem o PCP em criticar ferozmente a passagem de voos da CIA em Portugal, quando tem na sua festa anual um organização terrorista?
Quando os comunistas portugueses permitem a presença oficial na sua festa de uma organização que sequestra e mata pessoas inocentes, que posso eu pensar?

Nada me move contra organizações, que lutam por objectivos mais ou menos claros, que peguem em armas e combatam os governos dos seus países com intuitos libertários ou mesmo separatistas… Mas quem mata civis, lança o terror sobre milhares de crianças que ficam sem pais, sem futuro… A EU considera-os terroristas eu assassinos!... São acções que se destinam a fazer um dano a um agente indefinido ou irrelevante. Não existe um alvo estabelecido previamente. Este visa a propagação do medo geral na população, visa cansar a retaguarda, vencer por um sentimento geral de instabilidade. Exemplos: A Colocação de bombas em cafés, parques de estacionamento…

Inqualificável, estúpido, revoltante, nojento, repugnante, indigno, vergonhoso e outras coisas que tais, esta atitude do PCP… E, já agora, triste por ver o estado de braços cruzados!... Pode uma organização considerada terrorista na União Europeia, publicitar-se dentro das nossas fronteiras?

Edição de 08 Setembro 2006
Porque não faz a União Europeia um inquérito (parecido com o dos voos da CIA) para esclarecer esta insanidade de um partido que, por acaso, até está representado no Parlamento Europeu?

20 comentários:

Sr. Fulano Tal disse...

Viva

Cingab, permita-me a pergunta em jeito de brincadeira.

O MRRCS é/era considerado pelos mais diversos Órgãos como o quê?

Cumprimentos

LFM disse...

Bonitas me contas tu.
Não fazia a mais pequena ideia.

Cingab disse...

@Sr. Fulano Tal,
Em jeito de brincadeira lhe digo que o MRCCS é (não era!)... Depois, nada me move contra lutadores, mesmo quebrando regras cívicas e criminais, mesmo que não concorde com os objectivos... Sabe, no entanto, que sou contra qualquer crime contra a vida! Venha de quem vier!...

Cingab disse...

como sou contra a tortura de terroristas por parte dos EUA!...

sancademironhes disse...

@Cingab!
Quem torturou, em Portugal, há uns anos atrás os seus tão inimigos "comunistas"?... Quem foi?. Diga lá, se sabe?!...

Cingab disse...

@Sancademironhes
E por terem sido torturados podem publicitar organizações terroristas ou fazer o que lhes dá na real gana?

Saia também que tenho uma costela comunista!...

PortugaSuave disse...

Embora não concorde com os métodos utilizados pelas FARC, diga-me lá que legitimidade moral tem o embaixador da Colômbia para questionar o nosso governo sobre este assunto, quando o governo da Colômbia ainda não esclareceu o paradeiro de cerca de 70 sindicalistas comunistas que se supôem presos sem culpa formada ou quem sabe desaparecidos de vez à boa maneira sul-americana. Nunca ouvi a UE preocupada com este género de atrocidades. Por ser de estado já não é terrorismo? Entretanto os representantes do governo da Colômbia passeiam-se impunes pelas capitais europeias e ninguém se incomoda. Cingab, um peso, duas medidas. Há que ter sempre muito cuidado com maniqueísmos.

Cumprimentos

Cingab disse...

@Portuga,
Por ventura, escrevi alguma consideração sobre o governo colombiano? Sobre com quem e como estão as relações da UE?
Porque fala em dois pesos e duas medidas se eu apenas falei de um peso?

Segundo o pensamento do ilustre @Portugasuave se os Terroristas dos EUA provocam, e matam alguns países muçulmanos, estes podem atirar-se contra as "torres gémeas"; se os espanhóis mandam soldados para o Iraque, podem fazer explodir comboios em Madrid; se Israelitas provocam indecentemente os seus vizinhos, pode o Irão lançar-lhes uma bomba atómica… Enfim, se do outro lado temos maus, nós podemos sempre ser bem pior que eles (atenção que os espanhóis não são maus!)…
Depois também lhe lembraria das fábulas que falam de comunistas a comerem criancinhas, de que a extrema esquerda, na história moderna, já matou mais que a extrema direita e que estes dois já mataram bastante mais que o fundamentalismo islâmico, que eu sou arruaceiro e os outros são iluminados…
Eu não sou ao obrigado a ver no meu País organizações/países/pessoas terroristas sem poder criticar… Sejam eles das FARC ou do governo colombiano, seja Bush ou Bin Laden, sejam Israelitas ou palestinianos, Sejam Salazaristas ou comunistas, seja a FIFA ou o Gil Vicente…
Também nos primórdios da década de 30 achavam os povos muita piada e compreensão por um partido da Alemanha que tinha como Líder Hitler!...

Mac Adriano disse...

Há sempre alguém que se incomoda muito quando chamamos os bois pelos nomes, como se pode ver nos comentários. É sempre a velha luta da esquerda contra a direita e vice-versa. Os mesmos que defendem as FARC são os que condenam outras organizações do campo político oposto, mas que utilizam os mesmos métodos. Haja coerência. Não se resuma tudo a esquerda e direita. Nas opiniões deste blogue vejo coerência. E essa coerência parece que incomoda muita gente. Continua, que estou contigo. É preciso denunciar todos os criminosos, sejam eles norte-americanos, islâmicos ou colombianos.

Farpas disse...

Não gosto de extremos, por acaso tive o prazer de passar pelo dito "stand" e fiz o comentário dos terroristas em jeito de brincadeira, mas sinceramente não me aquece nem me arrefece a sua presença. O partido comunista da Palestina também tinha lá um stand, e também eles são considerados terroristas por muitos! Os partidos Portugueses continuam a sentar-se à mesa com membros israelitas e eu considero-os tão ou mais terroristas que estes... Durão Barrosos promoveu, no seu tempo, uma cimeira terrorista nas Lages paga com o nosso dinheiro, de onde sairam planeamentos terroristas... Porque deixa a União Europeia que bestas como o Bush e o Blair se possam encontrar em países da mesma União com o intuito de conspirar contra outros países? Como pode Israel continuar a sentar-se à mesa com países da União Europeia depois de tudo o que fez na Palestina e no Líbano? Qual é a diferença? Sabes dizer-me?

Não sou comunista, nem de perto nem de longe, também não vejo com muito agrado a presença das FARC, mas também não me incomóda assim tanto, como podes ver há outros que escondendo-se por detrás de uma imagem que a esquerda é revolucionária e terrorista e se baseia na força, faz atrocidades muito maiores, ou não concordas?

Cingab disse...

@Farpas,
Concordo com tudo que dizes...
A única diferença é que a mim causa-me chateiam-me... todos eles!...

PortugaSuave disse...

"Segundo o pensamento do ilustre @Portugasuave se os Terroristas dos EUA provocam, e matam alguns países muçulmanos, estes podem atirar-se contra as "torres gémeas"; se os espanhóis mandam soldados para o Iraque, podem fazer explodir comboios em Madrid; se Israelitas provocam indecentemente os seus vizinhos, pode o Irão lançar-lhes uma bomba atómica… Enfim, se do outro lado temos maus, nós podemos sempre ser bem pior que eles (atenção que os espanhóis não são maus!)…..."

Então Cingab! As suas suposições sobre o meu pensamento são mera alucinação. A única coisa que eu tento fazer, no meu pobre discernimento, é olhar o mundo e os conflitos que o atravessam pelos ângulos possíveis. Não estou preso no meu raciocínio a nenhuma visão ideológica em particular. Não defendo nenhuma forma de terrorismo, quer seja de grupo ou de estado. Por vezes caio no erro, se assim lhe posso chamar, de interpelar os facciosos da verdade absoluta e unilateral sobre o lado de fora da "caverna". Lembra-se da verdade dos habitantes da caverna de Platão? Onde estava a realidade? Dentro ou fora? E já nem vou falar da razão, porque essa é quase divina, sobrepõe-se inevitavelmente à nossa condição humana. Portanto cinjamo-nos aos factos:
O PCP convidou os representantes das FARC, que é uma organização que usa métodos tão ilegítimos como o governo a que se opôem. Logo, ambos, deveriam ser objecto do mesmo repúdio e do mesmo tratamento nas instâncias oficiais, quer seja na Atalaia, em Portugal, na Europa ou no resto do mundo. Foi isto que eu disse e mantenho. De resto apreciei as suas considerações.
Cumprimentos cordiais

Cingab disse...

@portugasuave,
OK, saiba então que é também esse o meu pensamento!

_drix_ disse...

Nem eu pensei que os outros não te incomodassem, eu pelo menos espero que te incomodem, a minha chamada de atenção era para a forma violenta com que trataste deste caso ("Inqualificável, estúpido, revoltante, nojento, repugnante, indigno, vergonhoso e outras coisas que tais, esta atitude do PCP") e não o fizeste com os outros, apenas isso, até porque como podes comprovar eu sim critiquei ambos... aí sim está a diferença! ;)

sancademironhes disse...

Os mesmos que defendem as FARC são os que condenam outras organizações do campo político oposto, mas que utilizam os mesmos métodos. Haja coerência.

@mac adriano!
Olhe que não...olhe que não! Aqui, ninguém condenou ninguém...

Cingab disse...

@farpas,
dá-me para a violência verbal de vez em quando!...

Farpas disse...

Assim tá bem ;p

Nota: estou sempre a enganar-me na porcaria do nick! LOL

Cingab disse...

acontece a muito boa gente!... lol

foundrymen disse...

Meu caro conterrâneo, estamos um pouco baralhados;
As FARC não tiveram qualquer espaço na festa do avante. Quem teve foi a revista resistência que publica algumas das posições das FARC.
Quem protestou contar a presença da revista (embaixador colombiano) também protestou contra a presença de uma delegação do partido comunista columbiano, também será terrorista?
Já agora, não é o estado colombiano terrorista e não se fianancia no mundo da droga?

Cingab disse...

@foundrymen,
Não creio que isso faça muita diferença para o questão